A VERGONHA DOS GASTOS SUPÉRFLUOS E A SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL.

A Vergonha Dos Gastos Supérfluos e a Saúde Pública no Brasil.

    Já sabemos que no Brasil o povo não tem vez, que sofre horrores
com a falta de hospitais públicos, que nossa gente está morrendo em
filas intermináveis em busca de um tratamento digno, que nossas
crianças morrem em corredores de matadouros disfarçados em
hospitais.

    E sabemos também que tudo isso acontece por causa dos vagabundos
e canalhas políticos que estão infiltrados como vermes no poder
público desse país, país esse que pouco a pouco morre, tentando
ainda buscar forças nos últimos suspiros, como um gigante moribundo
atacado por centenas e centenas de peçonhas ou morcegos vampiros
sugando cada gota de suas forças.

    Assim é nosso Brasil nas mãos desses ladrões de caríssimos
ternos importados e longos vestidos de grife internacionais.

    É desprezível saber que temos máfias em lugares de partidos
políticos. É de enojar acompanhar esses ladrões e ladras aniquilando
o país e todo seu povo. É de deixar atônito até o mais nobre
cidadão reconhecer que estamos sofrendo por não termos coisas
básicas, como saúde digna, educação para nossos filhos, respeito
pelos nossos trabalhadores, dignidade para nossos aposentados.

    Como pode um país crescer com essa vagabundagem no poder?

    E convenhamos, não adianta só trocar os políticos. Temos que
trocar esse sistema maldito. Um sistema que só dá vantagem a
ladrões políticos, que só tem mordomias e mamatas aos mais podres da
nação, que só essa corja tem o direito a boa educação, a boa
alimentação a boa segurança, a bons tratamentos de saúde.

    Que justiça é essa nessa terra de ninguém, onde estão os
direitos humanos?

    A vergonha reina no Planalto e em todo Congresso podre.

    Estamos sendo administrados por um bando de marginais, marginais
nos três poderes, que se juntando temos a confirmação que nosso
Distrito Federal não é nada mais do que uma gigantesca latrina
entupida até a boca com dejetos e excrementos de nomenclatura de
políticos.

    E está aí o resultado dessa Copa do Mundo de Futebol para nos
demonstrar isso tudo.

    Bilhões gastos, bilhões desperdiçados em um evento para enfeitar
as propagandas políticas desse maus caráteres.

    Terminada a tal "Copa das Copas", ficamos novamente a mercê de
nossa própria sorte, pagando altíssimos impostos, bancando as
mamatas desses canalhas e com estádios superfaturados no fim do
mundo que não serão usados para nenhuma finalidade, assim como
também nada de estabelecido o tal legado para o povo, que apenas se
deparou com uma das maiores vergonhas da Seleção Brasileira de
Futebol.

    Onde fica o legado para o povo?

    Transportes porcaria, educação de baixo nível, inflação
engolindo e massacrando o salário do trabalhador, governo sem
caráter roubando os aposentados, segurança sem a menor condição para
o povo e claro a saúde pública assassinando nossa gente, nossas
crianças, nossos entes queridos.

    E falando na tal saúde vou compartilhar um texto que demonstra
isso muito bem.

"Publico e notório a inversão de valores no Brasil, agravada em
muito no governo do partido dos trabalhadores e principalmente no
reinado da Dona Dilma. A saúde é publica, mas os gastos são
privados. Utilizando dados da revista exame, compilados pelo
jornalista Gladiston Silvestrini vemos que os gastos particulares
incluindo os planos de saúde somam a importância de 252 bilhões de
reais. Já os públicos alcançam a cifra de 206 bilhões de reais. Isso
se somando as três esferas, com a União entrando com 93 bilhões, os
Municípios como 67 bilhões e os Estados somente com 46 bilhões de
reais. Com o agravante que a maioria dos gastos tanto públicos como
particulares acontecem na região Sudeste e Sul. A Inglaterra que tem
um atendimento de primeira linha, (padrão FIFA) gasta um percentual
de 83 por cento enquanto o Brasil somente 46 por cento. (em relação
ao gasto mundial com saúde). Estamos atrás do Chile e da Colômbia.
Que vergonha. Vergonha até maior que os sete a um que a Alemanha
goleou o time brasileiro. No Brasil o gasto médio por habitante
atinge 1098 reais por ano enquanto na Inglaterra o valor alcança
4500 reais anuais por habitante. E lá temos água encanada e tratada
para todos, não temos falta de leitos hospitalares, todos tem
esgoto, medicamentos e não precisam se preocupar com dengue,
malária, epidemia de tuberculose e outras doenças infecto
contagiosas próprias da pobreza e do subdesenvolvimento. Enquanto
sobra dinheiro para construir as arenas da copa, inclusive em
lugares onde se gasta muito pouco com saúde, como Manaus no
Amazonas, Recife em Pernambuco, Salvador na Bahia, Cuiabá em Mato
Grosso, Fortaleza no Ceará, sem falar nos absurdos gastos nas outras
cidades que tiveram jogos da copa. Rio de Janeiro, São Paulo, Minas
Gerais, Brasília e Porto Alegre que não ficam atrás na farra dos
gastos, emprego da Força Nacional, arquibancadas e instalações
provisórias que serão destruídas no final da copa do mundo de
futebol.

    Até a legislação foi mudada, permitindo a venda de bebidas
alcoólicas nos estádios. A FIFA pode tudo. Será que na Rússia na
próxima Copa será tudo igual? Temos certeza que não. Um trabalho
publicado no Britist Medical Journal mostra uma pesquisa associando
o Programa de Saúde da Família Ingles, a uma redução de 21 por cento
na mortalidade das doenças cardíacas nos municípios onde existe o
medico de família. O trabalho mostra que a mortalidade por acidentes
vasculares cerebrais, (derrames) foi reduzida em 18 %%, mostrando
que a prevenção oferecida pelo referido programa foi relevante para
esses magníficos resultados."

    E a vergonha não é pouca, vamos frisar um exemplo da cidade de
Petrópolis, região serrana do Estado do Rio de Janeiro, a tão falada
"Cidade Imperial", que na verdade imperial só tem o nome. E usaremos
Petrópolis como exemplo, pois é a cidade que resido e de onde
escrevo esse post.

E esse Exemplo é colocado para demonstrar não só a covardia dos
vagabundos governantes em relação a saúde pública na cidade em
questão, mas em todas as cidades do país.

Leiam com atenção o texto abaixo:

    "Enquanto isso em Petrópolis, um médico de família recebe 1620
reais por 20 horas e ou 3240 reais por 40 horas de trabalho. Na
Inglaterra não temos Cubanos que não falam nossa língua. Em
Petrópolis temos dois mais uma Colombiana. Todos é claro recebendo
115000 reais mês. Os Cubanos não ficam com o dinheiro na
integralidade, pois o mesmo é repassado para a ilha de Fidel. A
Colombiana recebe o dinheiro total. Nossos laboratórios ficaram
neste mês com 40 por cento a menos do que deveriam receber e os
funcionários das UPAS não receberam seus salários no dia certo. No
Hospital Clinico de Corrêas temos um paciente internado com gangrena
esperando há mais de 10 dias uma transferência para o Hospital
Alcides Carneiro, sentindo dor, sofrendo, deitado, esperando a piora
do quadro. Esse paciente é parente do Garrincha, nosso herói de
pernas tortas, que deve estar se remoendo no Céu, com tanta
injustiça."

    E ai mais um triste episódio envolvendo a saúde pública
brasileira.

    Enquanto esses marginais amoitados em seus gabinetes roubam
descaradamente, desviam fortunas, pagam propinas escandalosas com o
dinheiro público, nosso povo morre sem ao menos serem conduzidos a
um tratamento no mínimo equivalente com o que pagamos de impostos
dia após dia.

    E bilhões foram gastos na tão honrosa "Copa das Copas". Elevando
mais e mais os desvios para contas pessoais dessa corja de bandidos
mafiosos, fazendo assim que a tão escandalosa e rotineiras mordomias
que esses canalhas já tem, virarem mordomias padrão FIFA.

    E ainda agridem, prendem e matam quem se revolta contra isso e
sai as ruas se manifestando.

    Brasil, país dos podres poderes.

    Sou um cidadão brasileiro, pago impostos e vivo num país
democrático, por isso eu falo e assino embaixo.

Carlos Oliveira.

2 Comentários:

Aninha S. disse...

Enquanto a maioria dos brasileiros se venderem por menos de um salário mínimo com esse Bolsa Esmola, o Brasil não muda!
Teve gritaria, verde e amarelo para tudo quanto é lado, cervejada e choro no final. Choro! Choro porque a seleção tão amada perdeu o tão sonhado hexa, mas perder o Brasil já perde à muito tempo. Perde suas riquezas, sua boa imagem, sua segurança, e sua nação! Nação essa que morre nas filas de hospitais; à maioria pobre e analfabeto, porque emprego não tem, educação tá em falta e saúde é só pra quem pode pagar. E já pagamos tanto... Impostos e mais impostos pra morrer à míngua.
E lá vem as eleições novamente, vamos ver no que vai dar.
Tenhamos esperança de que, apesar de pobre, sem saúde e analfabeto, que o brasileiro não seja burro também!

Sol Luzia disse...

Enquanto nosso povo viver na ilusão que nossos governantes são pessoas sérias, honestas, vão continuar sendo enganadas. Enquanto tivermos gente que se vende por uma prato de comida ou por uma ajuda do bolsa família ao invés de procurar seu próprio sustento, nossa Brasil nao será diferente, ja passou da hora do povo brasileiro dar um basta, outubro ta chegando e vamos mostrar para eles quem é que manda. politicos não são melhores que nós, eles devem respeito a nós pois é nós que colocamos eles no poder, eles são servidores publicos. Acorda Brasil.

Postar um comentário

 
Copyright ©2012 Explodindo a Hipocrisia Todos os Direitos reservados | Designed by Yasmin de Template Para Download | Supported by YesRank