Generais Presidentes, a Democracia Hipócrita

    Hoje me peguei numa reflexão extrema, analisando a vida de um
cidadão comum, assim como eu, como você ou como milhões e milhões
de pessoas que sobrevivem nesse país arrasado por tanta ganância
por parte dos vagabundos políticos.

    Tentei buscar uma resposta, um entendimento por minha parte,
por não acreditar mais nesse barril de pólvora chamado Brasil, nesse
país que está sobrecarregado de canalhas nos 3 poderes, carregado de
marginais em todos os ambientes políticos, carregado de ladrões, em
todos os gabinetes do planalto.

    Gostaria de poder entender o fascínio de muitas pessoas,
eleitoras, em ovacionar mafiosos, canalhas e corruptos, da forma
que se vê hoje nesse país que mais parece uma latrina de tanta
podridão junta nos poderes públicos.


    Essa defesa estrema de algumas pessoas, em relação de um ou outro partido político, que na verdade são fábricas de marginais, é de desesperar, pois são esses marginais fabricados por esses partidos que estão afundando o Brasil, e aos poucos fazendo de nosso povo uma multidão de mendigos dependentes de bolsas esmolas, e o mais desesperador é que nosso povo que tem uma capacidade grandiosa para grandes trabalhos e feitos, estão sendo dominados pelas tais bolsas esmolas.

    E voltando a minha reflexão, eu disse a mim mesmo, "estou sendo
muito radical com o setor político de meu grande país."

    Mas após uma breve pausa, lendo um texto que me foi enviado por
uma querida tia, voltei em meus pensamentos e decidi postar em nosso
blog o tal texto para assim poder compartilhar algumas realidades
que parece não serem vistas pela maioria desse povo trabalhador,
bebedores de cerveja, que não se importam em pagar valores absurdos
em uma entrada para ver um jogo de futebol, mesmo sabendo que
estádios estão sendo feitos com o dinheiro público ao invés de ser
investidos em hospitais, esse povo que troca seu voto por saco de
cimento, cesta básica, ou pela dignidade de um filho sem escola
descente.

    Mesmo assim anexo o texto, mesmo sabendo que a ditadura foi uma
grande desgraça para o país, mesmo sabendo que tempos como aqueles
não deveriam voltar, mesmo sabendo que nas mão de Generais da
ditadura morriam inocentes, mesmo assim anexo o texto:

                    OS 5 GENERAIS PRESIDENTES.

AUTOR: JORNALISTA CARLOS CHAGAS, QUE NãO MORRE DE AMORES PELOS MILITARES.


"Erros foram praticados durante o regime militar, eram tempos
difíceis. Claro que, no reverso da medalha, foi promovida ampla
modernização das nossas estruturas materiais. Fica para o
historiador do futuro emitir a sentença para aqueles tempos
bicudos."

MAS UMA EVIDêNCIA SALTA AOS OLHOS: A HONESTIDADE PESSOAL DE CADA UM!

Quando Castelo Branco morreu num desastre de avião, verificaram os
herdeiros que seu patrimônio limitava-se a um apartamento em Ipanema e umas poucas ações de empresas públicas e privadas.

Costa e Silva, acometido por um derrame cerebral, recebeu de favor o privilégio de permanecer até o desenlace no Palácio das Laranjeiras, deixando para a viúva a pensão de marechal e um apartamento em construção, em Copacabana.

Garrastazu Médici dispunha, como herança de família, de uma fazenda de gado em Bagé, mas quando adoeceu precisou ser tratado no hospital da Aeronáutica, no Galeão.

Ernesto Geisel, antes de assumir a Presidência da República, comprou o Sítio dos Cinamonos, em Teresópolis, que a filha vendeu para poder manter-se no apartamento de três quartos e sala, no Rio.

João Figueiredo, depois de deixar o poder, não aguentou as despesas do Sítio do Dragão, em Petrópolis, vendendo primeiro os cavalos e depois a propriedade. sua viúva, recentemente falecida, deixou um apartamento em São Conrado que os filhos agora colocaram à venda, ao que parece em estado lamentável de conservação. foi operado no Hospital dos Servidores do Estado, no Rio de Janeiro.

Não é nada, não é nada, mas os cinco Generais-Presidentes até podem ter cometido erros, mas não se meteram em negócios, não enriqueceram nem receberam benesses de empreiteiras beneficiadas durante seus governos. Sequer criaram institutos destinados a preservar seus documentos ou agenciar contratos para consultorias e palestras regiamente remuneradas. Bem diferente dos tempos atuais, não é?"

Acrescento: nenhum deles mandou fazer um filme pseudo biográfico, pago com dinheiro público, de auto-exaltação e culto a própria personalidade! Nenhum deles usou dinheiro público para fazer um parque homenageando a própria mãe. Nenhum deles usou o hospital sírio e libanês. Nenhum deles comprou avião de luxo no exterior. Nenhum deles enviou nosso dinheiro para "ajudar" outro país. Nenhum deles saiu de Brasília, ao fim do mandato, acompanhado por 11 caminhões lotados de toda espécie de móveis e objetos furtados. Nenhum deles exaltou a ignorância. Nenhum deles falava errado. Nenhum deles apareceu embriagado em público. Nenhum deles se urinou em público. Nenhum deles passou a apoiar notórios desonestos depois de tê-los chamado de ladrões."

    E ai está um belo texto. Texto inteligente para pessoas
inteligentes refletirem.

    Em um país de mafiosos, corruptos, ladrões, canalhas, cheio de
mau caráter, de políticos que nadam nas mordomias e mamatas dos
governos, que se utilizam do dinheiro público para seus reinados
hipócritas, que desfilam de carrões, viajam com aviões de nossa
Força aérea, que roubam descaradamente até na hora de encher as
despensas dos seus palácios, que assaltam de todas as formas
possíveis e imagináveis, que se usufruem de bilhões anos após anos
do dinheiro público enquanto o povo morre de fome, morre em filas de
hospitais, morrem em acidentes por causa da precariedade de nossas
estradas, morrem nas mãos de traficantes pois a segurança nesse país
nada mais é do que teatro para enganar a nós, eleitores idiotas,
famintos e mendigos, que nos vendemos por bolsas esmolas ecasas
populares podres.

    Essa é a realidade desse Brasil, que logo logo estará novamente
em guerra eleitoral, e mais uma vez, os canalhas ladrões vão
guerrear para conseguirem mais 4 anos no poder, para que assim
recomecem a roubalheira desenfreada.

    E o povo idiota ovaciona essa democracia falsa e corrupta.

    E o povo idiota aplaude as asneiras postadas em redes sociais
por essa corja de marginais.

    E o povo idiota vota nesses assassinos de ternos caros e
vestidos de grife.

    A Ditadura realmente era terrível, mas hoje estamos em algo pior, uma ditadura camuflada de democracia, e nas mãos de marginais, tão assassinos como os tais militares do tempo da ditadura, só com a diferença de que nessa falsa democracia, os marginais roubam muito mais nosso povo, e matam de maneira covarde pois nem a cara dão para bater.

Políticos, a latrina desse país!

Vergonha geral!

    Sou um cidadão brasileiro, pago impostos e vivo num país
democrático, por isso eu falo e assino embaixo.

Carlos Oliveira

Agradecimento especial a minha querida tia: Regina Maria Pereira
Santos, que me enviou a bela colocação do Jornalista Carlos Chagas.

6 Comentários:

Aninha S. disse...

Que texto magnífico!
Realmente a ditadura não foi e nunca será algo de que tenhamos que nos orgulhar ou querer novamente, mas quem disse que hoje não vivemos ainda em uma ditadura?
A democracia que esses políticos ladrões pregam, simplesmente não existe! Afinal, que democracia é essa que só beneficia o rico ou o ladrão? Que democracia é essa em que para ter um bom atendimento hospitalar ou uma boa educação, é preciso pagar (e pagar caro)? pagar mais do que já pagamos com os impostos que não são investidos para nosso próprio beneficio. Os Generais fizeram sim muito mal para a população na ditadura, mas nunca se esconderam e não nos roubavam como hoje fazem os tais democratas.
É melhor ter um inimigo que não usa máscaras do que enfrentar lobos em pele de cordeiro!

Anônimo disse...

Uma verdadeira mafia que estamos vendo nos dias de hoje. Esses malditos partidos corruptos e seus capangas destruindo o Brasil. Corretissimo que os tempos da ditadura era horrivel, mas nada se diferencia dos dias de hoje com esses bandidos sorridentes e hipócritas. Novamente devo lhe dar os parabéns pelo texto.

Profº Arnaldo Barreto

Anônimo disse...

Muito bom o texto, demonstrando que a ditadura não acabou apenas mudou de nome.

Samantha Cristine

Anônimo disse...

Terrivel os tempos da ditadura, mas nada se compara ao assassinato em massa da falsa democracia de hoje

Anônimo disse...

Gostaria que esses mafiosos morressem da pior maneira.

Maria das Graças

Anônimo disse...

Parabéns pelo excelente texto.

Carlos Faria

Postar um comentário

 
Copyright ©2012 Explodindo a Hipocrisia Todos os Direitos reservados | Designed by Yasmin de Template Para Download | Supported by YesRank